Apresentação: A observação de aves e a fotografia

Passarinheiros em ação em Uruguaiana – momento do registro da Corruíra-do-campo (Cistothorus platensis). Foto de Ricardo O. de Oliveira

A observação de aves não está necessariamente associada à fotografia. No seu modo “raiz”, basta um binóculo, uma caneta e um bloco de anotações para que o observador possa sair por aí fazendo listas das espécies encontradas, inclusive no seu próprio quintal.

A fotografia, por sua vez, contempla os mais variados assuntos, sendo a fotografia de natureza certamente um dos mais populares ramos dessa prazerosa atividade. Dentro dessa categoria, a fotografia de aves talvez seja aquela que mais tem conquistado adeptos no Brasil.

Assim, observação e fotografia de aves se uniram em um hobby que traz incontáveis benefícios aos participantes – inclusive por recomendação médica em alguns casos – e gera renda para guias, donos de pousadas e restaurantes em lugares que de outra forma não poderiam gerar o sustento da comunidade local.

E eu que não sou fotógrafo profissional e nem ornitólogo resolvi criar este blog para divulgar algumas das fotos que fiz – e pretendo continuar fazendo – das aves brasileiras, na esperança de que essa iniciativa ajude a aumentar a consciência de conservação nos leitores, o que também serve de motivação para aprimorar minha técnica como fotógrafo entusiasta e me tornar um observador de aves melhor.

Até agora, registrei 401 espécies de aves, 399 das quais nos diversos ambientes do Rio Grande do Sul – as outras 2 foram na Argentina- que já tive o prazer de visitar, especialmente o Parque Estadual do Turvo (Derrubadas), o Parque Estadual do Espinilho (Barra do Quaraí) e arredores, o Parque Nacional da Lagoa do Peixe (Tavares e Mostardas) e os Municípios de São Francisco de Paula, Cruz Alta e Santo Ângelo, onde resido (clique em “Projeto Ave Missões” na barra lateral para ver o relato das saídas).

Portanto, a referência acima feita às “aves brasileiras”, e não apenas àquelas registradas no RS, se explica porque pretendo expandir meu horizonte ornitológico em nosso país, que possui uma das mais ricas avifaunas do planeta.

Espero que o blog seja tão prazeroso para o leitor como eu sei que será para mim.